Inicial O Escritório Localização Contato
Bom Dia, hoje é dia 23 de Maio de 2018
Áreas de Atuação Assessoria Jurídica Atualização Cadastral Consultoria Na mídia Notícias Artigos
Artigos - QUEM VENCERÁ?
 
QUEM VENCERÁ?
No Brasil, a grande diversão são os jogos de futebol. Todos os dias, pela manhã, tarde e noite, a brasileirada se diverte e se empolga com os jogos.
Quase que semanalmente lá estão para a nossa alegria, os clássicos. Os clássicos, que são aos montes, inebriam seus torcedores, em particular as suas sedentas de sangue torcidas organizadas, para criar o caos e a confusão.
E viva o futebol.
Contudo, o desgoverno não está satisfeito em proporcionar ao populacho apenas umas festivas peleias de esporte bretão, e resolveu brindar-nos com uma série de pugnas (distração da bancarrota econômica).
Por isso, se digladiam no cenário político diversos estrumes travestidos de super-heróis.
Mas quem vencerá?
A única certeza é a de quem perderá.
Nós, é evidente.
Alguns imaginam que a vitória estará ao lado dos mais justos. Ledo engano.
Os canastrões dispõem de múltiplas artimanhas, e terão melhores chances de vilipendiar os outros adversários, os mais cretinos.
Exatamente, a vitória tenderá para os mais malandros, os que conseguirem desvirtuar a tal de Justiça, que dependendo das astúcias de um e outro irá retirar a sua venda, para beneficiar os seus preferidos.
Na prática, a pantomina que envolve os atritos entre gregos e troianos serve como uma camuflagem para a não expulsão do petismo, pois a cada dia torna - se mais inviável o adeus da inútil.
Nós, sentados num acento de afiados e pontudos pregos, assistimos à falsa batalha onde canalhas e patifes se ameaçam.
E quem vencerá?
Quem nos ditará regras? Quem aumentará os nossos impostos?
De acordo com o “Financial Times”: se a anta fosse removida, outro medíocre a substituiria.
Discordamos, pois a ameba seria substituída por outro sacripanta, por outro patife, por outro mau caráter, de fato muito pior do que um simples medíocre.
Quando analisamos quais as possibilidades para o desenrosco da nossa atual crise, política e econômica, esquecemos do nosso caos moral, e, em qualquer resultado, nenhum é auspicioso para a população, e prosseguiremos em nossa rota de País sem rumo.
Infelizmente, os combatentes da supremacia sobre o nosso submisso País nos transmitiram as mais torpes lições sobre a Justiça, que será vilipendiada e trucidada.
Testemunhas desaparecerão, acusações serão retiradas, golpes nas leis e na legislação serão manuseados, deturpados e vencerão os que possuem mais força para manipular as leis e os membros do judiciário.
É triste, mas a verdade será destorcida, conforme os interesses.
Tudo pode acontecer, porém o mais tétrico é que na possibilidade do esmagamento de algumas das partes em disputa, é que ao final ocorra um monumental acerto de paz, e a nossa vida e a deles continue.
Nós, como miseráveis pagadores de impostos e vaso sanitários de suas políticas, e eles como os senhores do grande e inerte Brasil.
Brasília, DF, 25 de agosto de 2015
Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira
Newsletter
Cadastre seu e-mail e receba novidades exclusivas.
Nome: 
E-mail: 
Cidade: 
0432 Repita o
código:
 
 
11 984771892
eduardo.amorim@aasp.org.br
Atendimento On-line

Eduardo Cesar Elias de Amorim

José de Amorim



Alameda Ribeirão Preto, 363
01331001 | Bela Vista | São Paulo

(agendamento prévio)
 
Sobre
- O Escritório
- Localização
- Contato
Mais
- Áreas de Atuação - Assessoria Jurídica
- Atualização Cadastral - Consultoria
- Na mídia - Notícias
- Artigos
 
Global Participações - Todos os direitos reservados.